CASO CACHOEIRA

Prefeito de Palma nega negociata

Prefeito de Palma nega negociata
10/07/2012 15:24 - AGÊNCIA SENADO


"Só dei uma expectativa do que poderia acontecer; só quis colocar para ele [Carlinhos Cachoeira] que Palmas é um espaço bom para empreendimentos”. Essa foi a resposta de Raul Filho (PT), prefeito de Palmas, ao ser questionado sobre o vídeo em que ele aparece conversando com o contraventor, em 2004, quando era candidato à prefeitura da capital de Tocantins. Por causa do vídeo, ele é acusado de solicitar doações de campanha a Cachoeira em troca de “oportunidades” na cidade.

"Não há nada que vincule o esquema Cachoeira à prefeitura de Palmas",  declarou Raul Filho, que continua prestando depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) Mista do Cachoeira.

Raul Filho também nega ter qualquer relação com os funcionários da empresa Delta, acusada de ter ligações com Cachoeira.

Ele vem repetindo em seu depoimento que não houve qualquer doação do contraventor ou da Delta às suas campanhas à prefeitura de 2004 e 2008, e que isso pode ser comprovado pelas respectivas prestações de contas. A Delta foi contratada pela prefeitura de Palmas durante a gestão de Raul Filho.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".