Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CAMPO GRANDE

Prédio do Rádio Clube vira patrimônio histórico

17 AGO 12 - 00h:00EDIVALDO BITENCOURT

Após três anos de recursos e polêmicas, a Prefeitura de Campo Grande tombou como patrimônio histórico municipal o salão de festas da sede cidade do Rádio Clube. Além de proibir a entidade de mexer na fachada do prédio, o tombamento limita em, no máximo, um pavimento e mais dois andares as construções no entorno, na Rua Padre João Crippa, entre a Rua Barão do Rio Branco e a Avenida Afonso Pena, no centro.

O decreto 11.937, do prefeito Nelsinho Trad (PMDB), tombando o prédio construído em 1943 no estílo missões, põe fim ao processo administrativo de tombamento do edifício, mas não deverá encerrar as polêmicas.

Ontem, o presidente do Rádio Clube, Omar Ayub, anunciou que ingressará com ação na Justiça para anular o tombamento. A atual diretoria estuda vender o prédio no centro, avaliado em R$ 20 milhões, para investir na sede campo.

Leia mais no jornal Correio do Estado
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Ministério da Agricultura divulga registro de 42 agrotóxicos

BRASIL

Dallagnol quis manter planilha da Odebrecht em sigilo, afirma site

Anac suspende concessão da Avianca Brasil e redistribui seus pousos
Celeuma

Anac suspende concessão da Avianca Brasil e redistribui seus pousos

BRASIL

MP de diz perplexo com devolução de demarcação de terras indígenas à Agricultura

Mais Lidas