Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 17 de dezembro de 2018

SMS

Preço trava uso de mensagem no celular no País

24 MAR 2011Por INFOMONEY00h:01

O número de mensagens de celular mandadas pelos brasileiros cresceu entre 2009 e 2010, mas não o suficiente para fazer o Brasil se igualar aos seus vizinhos latino-americanos no envio de SMS. O motivo para isso é que o preço ainda é impeditivo para a disseminação do serviço.

De acordo com dados divulgados ontem (23) pela Acision, no ano passado, foram enviadas 21 mensagens de celular em média por mês no Brasil. No ano anterior, a média era de 12 mensagens mensais. Na Argentina, o total de mensagens enviadas por mês é de mais de 100 em média pela população.

“Existe um potencial que não está sendo explorado pelas operadoras no Brasil”, afirmou o presidente para a América Latina da Acision, Rafael Steinhauser. “Mas um problema importante no Brasil é o preço. O SMS no Brasil é caro”, completou a diretora da Acision, Mariana Rodriguez Zani.

Motivos
Segundo a diretora de serviços de valor adicionado (VAS) da Claro, Fiamma Zarife, essa discrepância no uso de SMS entre o Brasil e os vizinhos norte-americanos acontece porque, lá fora, a diferença entre o preço da mensagem e da ligação em voz é pequena, o que incentiva o uso das mensagens.

“O Brasil ainda tem um carga tributária alta e uma taxa de interconexão, quando a mensagem é trocada entre operadoras diferentes”, afirmou ela. “Existe também a questão cultural no Brasil, já que não acontece o estímulo ao uso”, completou.

De acordo com ela, apesar da estrutura para o SMS no Brasil ser cara, as operadoras já acordaram para o potencial deste serviço. O salto de uso das mensagens de 2009 para 2010, por exemplo, foi ocasionado pelo uso de pacotes de SMS pelas empresas. “O pacote é a forma de baratear o serviço”.

Com o uso da internet pelo celular, o uso do SMS pelos consumidores deve ficar mais comprometido, de acordo com Fiamma. Isso porque se torna mais barato entrar na internet e mandar mensagens por e-mail ou pelas redes sociais do que por mensagens. No entanto, na relação entre empresas e consumidores, essas mensagens se tornam cada vez mais importantes. “Haverá mais uso da ferramenta para interatividade”, explicou ela.

Pesquisa
Uma pesquisa realizada pela Acision com 1.206 pessoas, de todas as regiões do Brasil, que têm acesso à tecnologia, mostrou que 88% delas usaram o SMS nos últimos três meses, enquanto 31,3% responderam que “quase não utilizam o serviço”.

Entre este público, o envio de mensagens média por mês é de 41, acima da média nacional, mas ainda abaixo dos vizinhos latino-americanos.

Para aqueles que praticamente não usam o SMS ou que não o tenham usado nos últimos três meses, as principais barreiras são a falta de interesse no serviço (77,8%), devido à preferência para chamadas, ou de praticidade e o preço, com 9,5% do total das respostas.
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também