Sábado, 20 de Janeiro de 2018

Preço e demanda vão determinar se faltará etanol nos postos

28 AGO 2010Por 02h:00
     

Apesar de manter o crescimento em relação ao ano passado, a produção de etanol será menor que a projetada anteriormente pela Unica (União da Indústria de Cana-de-Açúcar). O tempo seco afeta a moagem de cana para a safra 2010/2011 no Centro-Sul do País.

Porém, o diretor substituto do Departamento de Cana-de-Açúcar e Agroenergia do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), José Nilton de Souza Vieira, descarta a possibilidade de desabastecimento do álcool combustível.

"O que vai determinar o equilíbrio do abastecimento são os preços de mercado", disse Vieira, segundo a Agência Brasil.

Ele diz que realmente haverá quebra de safra ? cerca de 40 a 50 milhões de toneladas -, de acordo com cálculos dos produtores, por causa do clima seco e da falta de chuvas, "mas isso não significa que haverá desabastecimento de etanol nos postos de gasolina no período de entressafra da produção, que vai começar em novembro próximo".

Mais carros, mais consumo

À redução de safra junte-se o fato de o consumo potencial de etanol continuar crescendo, como resultado do aumento de carros bicombustíveis, o que levou o presidente da Unica, Marcos Jank, a afirmar que os usineiros podem ter dificuldades para atender às necessidades do mercado.

A produção de etanol projetada deve atingir 26,39 bilhões de litros, o que denota queda de 3,66% em relação ao número estimado inicialmente, mas crescimento de 11,40% sobre os 23,69 bilhões de litros da safra anterior.

Leia Também