Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Preço do pão francês aumentou 13,5%

15 MAR 10 - 04h:14
O preço do pão francês aumentou 13,5% em período de quatro meses. Os dados foram apurados em pesquisa feita ontem pela equipe de reportagem do Correio do Estado em nove padarias e supermercados pesquisados na Capital. O levantamento mostrou que o preço do pãozinho varia de R$ 4,29 a R$ 9. Supermercado localizado na Vila Planalto, elevou o preço do quilo do pão para R$ 4,29. Em outubro, custava R$ 3,78. A variação dos reajustes ficou entre 3,5% e 13,5%. De acordo com proprietário da padaria Fornello, Nabor Almeida, a saca da farinha de trigo especial não aponta alterações significativas no mesmo período, mantendo preço médio de R$ 68. O que também pesa no preço do pão, segundo o empresário, é o açúcar, que já acumulou reajustes em torno de 100%. Mesmo assim, ele frisa que em seu estabelecimento não reajustou o preço do quilo do pão francês (R$ 6,60) para o consumidor. A maior queixa dos panificadores são os impostos e o elevado custo da energia elétrica, fermento, e outros componentes do pãozinho. “ Tudo est á cont ri bu i ndo para que as coisas fiquem mais difíceis”, lamenta Nabor Almeida. Para minimizar o alto impacto do custo final do produto, ele conta que compra farinha com pagamento à vista. “O desconto não é muito, mas no final, para quem compra grandes quantidades, acaba valendo a pena”. Trigo O empresário Waldir Zorzo, do Moinho Dallas, ressalta que em Mato Grosso do Sul existem 70 mil toneladas de trigo, considerando os estoques particulares e do Governo. “Não vai faltar farinha e também o custo não vai subir”, prevê. “O trigo nunca esteve tão barato e abundante. O estoque mundial é o maior dos últimos dez anos. Além disso, temos condições de importar trigo da Argentina, Canadá e Paraguai. A Ucrânia também nos ofereceu trigo. Essa taxação para o trigo importado dos Estados Unidos não vai nos afetar em nada”. Waldir Zorzo também lembra que a isenção do Pis/Cofins sobre a farinha, que a princípio será até o mês de julho de 2011, veio para baratear o preço do pão. “Acredito que esse imposto não volte mais”, diz.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Já campeão, Brasil atropela Itália e termina invicto campanha no Japão
VOLÊI

Já campeão, Brasil atropela Itália e termina invicto

Dois são absolvidos de processo que envolve Puccinelli e Amorim
JUSTIÇA FEDERAL

Dois são absolvidos de processo que envolve André

No elenco de "A Dona do Pedaço", Lucy Ramos vibra com virada da personagem na trama
TELEVISÃO

No elenco de "A Dona do Pedaço", Lucy Ramos vibra com virada da personagem na trama

Balança comercial tem saldo <br>de US$ 2,2 bilhões no ano
MATO GROSSO DO SUL

Balança comercial tem saldo de US$ 2,2 bilhões no ano

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião