Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Preço do pão acumula alta de 7% com quebra de safra

15 SET 10 - 13h:48

ADRIANA MOLINA

O pão francês ficou 7% mais caro nos últimos dois meses em Campo Grande. O  preço do quilo ao consumidor passou de R$ 5,51, em média, para R$ 5,90 nas principais padarias e supermercados da Capital. Em decorrência da quebra da safra de trigo na Rússia, principal exportador mundial, e da falta do produto em outros países, a expectativa é de novos aumentos neste ano, já que o preço no mercado internacional acumula aumento de 51%.
A Rússia, um dos maiores exportadores de trigo, teve quebra de 27,4% na safra, caindo de 62 milhões para 45 milhões de toneladas. O decréscimo fez a região cancelar as exportações para outros países e até mesmo cogitar importação de trigo para atender à demanda do mercado interno.
Segundo o economista Normamm Kalmus, o cenário provocou entre junho e agosto a disparada de 51,77%  nos preços do produto no mercado internacional. “A ONU, inclusive, já anunciou que a situação fez aumentar em 5% os preços internacionais dos alimentos”, aponta.
Brasil
No País, o cenário não é um dos melhores. Em safras normais, só é produzido metade do que é consumido aqui. No ano passado, de acordo com a Associação Brasileira das Indústrias de Massas Alimentícias (Abima) foram produzidos 4,9 milhões das 10,1 milhões de toneladas consumidas, gerando importação de 5,2 milhões de toneladas.
E neste ano a tendência é de que a necessidade de importação seja ainda maior. A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) aponta redução na atual safra de 14,6%, que deve oscilar de 5,8 milhões de toneladas para 5 milhões de toneladas. Grandes produtores como Rio Grande do Sul e Santa Catarina tiveram decréscimo de produção de 9% e 6,5%, respectivamente.
“O preço ao produtor não estava bom no início da colheita e muitos desanimaram e desistiram do plantio em algumas regiões do País. A seca prolongada também contribuiu para essa redução, influenciando na produtividade das plantas”, explica o superintendente regional da Conab, Alfredo Sérgio Rios.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Em regime de urgência, vereadores aprovam produtividade de médicos
CAMPO GRANDE

Em regime de urgência, vereadores aprovam produtividade de médicos

Vereadores aprovam "novo Proinc" por unaminidade
CAMPO GRANDE

Vereadores aprovam "novo Proinc" por unaminidade

Homem divulga pesca de Dourado <BR>e é multado em R$ 4,3 mil
REDES SOCIAIS

Homem divulga pesca de Dourado e é multado em R$ 4,3 mil

Câmara aprova projeto que adota postos de saúde
ADOÇÃO

Câmara aprova projeto que adota postos de saúde

Mais Lidas