Terça, 23 de Janeiro de 2018

Preço do álcool não deve sofrer reajuste até dezembro

4 SET 2008Por 19h:30
     O álcool combustível, também conhecido como álcool hidratado, não deve influenciar na inflação do País, já que seu preço deve se manter estável pelos próximos três meses. Após esse período, deverá sofrer reajuste, pois, segundo anúncio da Unica (União da Indústria de Cana-de-Açúcar), a safra 2008/09 será inferior ao previsto anteriormente.

        Para Antonio de Pádua Rodrigues, diretor técnico da Unica, o fato de ter 10,6 milhões de toneladas de cana-de-açúcar a menos refletirá em uma menor oferta, e com certeza deverá influenciar no preço do álcool. "Mas não haverá grandes alterações", afirma, já que a quantidade a menos representa apenas 2,1% do total. "Só teremos um cenário em meados de novembro ou dezembro", quando será possível mensurar a elevação, que também dependerá da demanda pelo combustível.

        Com informações do Diário Online

Leia Também