Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Ceasa-MS

Preço de frutas da época recua em até 60%

8 JUL 10 - 08h:12
ADRIANA MOLINA

O clima mais ameno e a trégua das chuvas começaram a refletir nos preços das frutas em Campo Grande, que já revelam quedas de até 60%. A melancia é uma delas. Segundo dados da divisão de estatística e mercado da Central de Abastecimento de Mato Grosso do Sul (Ceasa-MS), o quilo da fruta no atacado teve seu preço reduzido de R$ 1 em fevereiro (época de chuvas frequentes e intensas) para atuais R$ 0,40, em média.
O morango, que está em plena safra, saltou de R$ 18 a caixa com quatro pacotes para R$ 10 − decréscimo de 44,5%. Outra que também teve sua cotação reduzida foi a goiaba, que custava R$ 20 a caixa com 15 quilos e foi para R$ 17. E entre maio e junho, a laranja ficou 14% mais barata, chegando a R$ 36 a saca com 25 quilos.
“Estamos num período de melhor qualidade e durabilidade dos hortifrútis em geral, porque parou de chover e a maioria dos produtores trabalham com irrigação, o que dá maior controle à produção. E ainda é época de safra de diversas variedades. Esses fatores, somados, podem representar queda de mais até 40% nos preços nas próximas semanas, dependendo da fruta”, explica Cristiano Chaves, gerente da divisão de estatística e mercado da Ceasa-MS.
Nas gôndolas dos supermercados os consumidores já podem sentir os reflexos das quedas no atacado. Em um mercado especializado em hortifrútis de Campo Grande, a gerência informou que os preços do morango, por exemplo, baixaram 30% nos últimos dias, custando hoje cerca de R$ 3,50 a caixa. Outra fruta que caiu no mesmo patamar foi a maçã, cujo quilo vale atuais R$ 3, em média. A melancia está na casa dos R$ 0,80 o quilo e a uva, cerca de R$ 5 o quilo, médias cerca de 30% menores que há alguns dias.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Delegacia passa a atender em novo endereço a partir desta quarta-feira
FIQUE ATENTO!

Delegacia assa a atender em novo endereço a partir desta quarta-feira

CCJ da Câmara adia votação da PEC da segunda instância
BRASÍLIA

CCJ da Câmara adia votação da PEC da segunda instância

Porto Murtinho entra em situação de emergência por conta de erosão em barragem
DECRETO

Porto Murtinho entra em emergência por conta de barragem

Estados discutem mudanças em regras para cobrança do ICMS
TRIBUTO

Estados discutem mudanças em regras para cobrança do ICMS

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião