Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Prazo para resgate de prêmio de loteria pode ser ampliado

Prazo para resgate de prêmio de loteria pode ser ampliado
05/01/2014 06:00 - Folhapress


Projeto que tramita no Senado procura ampliar para um ano o prazo de prescrição dos prêmios de loteria. Atualmente, o prazo para que o ganhador entregue o bilhete e receba o valor do prêmio é de 90 dias a partir da data do sorteio. O período é considerado curto pelo autor do projeto, senador Eunício Oliveira (PMDB-CE). As informações são da Agência Senado.

Em 2013, ganhou repercussão nacional o caso de um apostador da cidade de Ponta Grossa (PR) que não foi buscar o prêmio de R$ 23 milhões da Mega-Sena. O sorteio havia sido realizado em julho e o prazo para que o bilhete fosse apresentado terminava em outubro. A identidade do ganhador nunca foi revelada e o prêmio, não resgatado, foi para o Fundo de Financiamento aos Estudantes do Ensino Superior (Fies).

Apesar de considerar meritória essa destinação dos prêmios não retirados para o Fies, Eunício Oliveira disse considerar o período de noventa dias uma imposição "injusta e injustificável", levando em conta o interesse do apostador. Para ele, é um erro tentar atingir um objetivo bom por um meio questionável. "É oportuno lembrar que o Estado dispõe de prazos amplamente dilatados, com direito a instâncias recursais quando se trata de subtrair recursos do cidadão", argumentou o senador na justificativa do projeto.

O texto tramita na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), onde será apreciado em decisão terminativa. 

Felpuda


Considerados “traíras” por terem abandonado o barco diante dos indícios da chegada da borrasca à antiga liderança, alguns pré-candidatos terão de se esforçar para escapar da, digamos assim, vingança, velha conhecida da dita figurinha. Dizem por aí que há promessas nesse sentido, para que os resultados dos “vira-casacas” nas urnas sejam pífios. Sabe aquela velha máxima: “Pisa. Mas, quando eu levantar, corre!” Pois é...