Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Prazo para resgate de prêmio de loteria pode ser ampliado

5 JAN 14 - 06h:00Folhapress

Projeto que tramita no Senado procura ampliar para um ano o prazo de prescrição dos prêmios de loteria. Atualmente, o prazo para que o ganhador entregue o bilhete e receba o valor do prêmio é de 90 dias a partir da data do sorteio. O período é considerado curto pelo autor do projeto, senador Eunício Oliveira (PMDB-CE). As informações são da Agência Senado.

Em 2013, ganhou repercussão nacional o caso de um apostador da cidade de Ponta Grossa (PR) que não foi buscar o prêmio de R$ 23 milhões da Mega-Sena. O sorteio havia sido realizado em julho e o prazo para que o bilhete fosse apresentado terminava em outubro. A identidade do ganhador nunca foi revelada e o prêmio, não resgatado, foi para o Fundo de Financiamento aos Estudantes do Ensino Superior (Fies).

Apesar de considerar meritória essa destinação dos prêmios não retirados para o Fies, Eunício Oliveira disse considerar o período de noventa dias uma imposição "injusta e injustificável", levando em conta o interesse do apostador. Para ele, é um erro tentar atingir um objetivo bom por um meio questionável. "É oportuno lembrar que o Estado dispõe de prazos amplamente dilatados, com direito a instâncias recursais quando se trata de subtrair recursos do cidadão", argumentou o senador na justificativa do projeto.

O texto tramita na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), onde será apreciado em decisão terminativa. 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Projeto de privatização da Eletrobras chega ao Congresso em novembro

ECONOMIA

Índice de Confiança do Empresário Industrial fica estável pelo 3º mês

ECONOMIA

Intenção de consumo das famílias cresce pelo terceiro mês

BRASIL

Governo libera orçamento de universidades federais

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião