Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

FIM DA POLUIÇÃO VISUAL

Prazo para início do Cidade Limpa será definido em janeiro

17 DEZ 2010Por Silvia Tada02h:40

Em janeiro deve ser definido o cronograma para que comerciantes, empresas de publicidade e o próprio poder público adaptem-se às determinações do Cidade Limpa. As medidas serão tomadas para despoluição visual da área central e estão incluídas no plano de revitalização do centro de Campo Grande.

De acordo com a diretora-presidente do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Planurb), Marta Lúcia da Silva Martinez, as discussões deveriam ter começado após as eleições mas, devido ao período de Natal, época de maior movimento no comércio, ficou definido que as reuniões serão convocadas para o início do ano que vem.

"Vamos definir os prazos para adequação das fachadas e para a retirada dos outdoors. São 130, no total, que estão dentro da zona de interesse cultural, além dos grandes anúncios que ficam nas laterais dos prédios", explicou Marta, que ontem participou da primeira oficina de discussão da ocupação da Esplanada Ferroviária da Capital.

Orientações
Mesmo antes da entrada em vigor das determinações do Cidade Limpa, comerciantes já têm sido orientados sobre os limites das novas fachadas. "Eles já estão tendo sensibilidade em relação a isso e sabem que não adianta investir em grandes placas, pois o projeto não permitirá".

Em um primeiro momento, as medidas restritivas valiam para o quadrilátero formado pela Rua 14 de Julho, entre a Avenida Fernando Corrêa da Costa, Avenida Ernesto Geisel, Rua Padre João Crippa e até a região da Igreja São José. A área foi ampliada e, agora, abrange também a rodoviária desativada em fevereiro deste ano.

Não são apenas os comerciantes que terão de se adaptar à Cidade Limpa. Os aparelhos públicos localizados no centro, como placas de rua, parquímetros e bancas de revistas terão limites para publicidade, para que não sejam, também, foco de poluição visual.

Leia Também