PP ganha a segunda-suplência

PP ganha a segunda-suplência
28/06/2010 06:21 -


Fernanda Brigatti e Adilson Trindade

Os nanicos ganharam posição de destaque na aliança com o PT. O PV indicou a advogada Tatiana Azambuja Ujacow para vice de José Orcírio do Santos e o PP ganhou a segunda-suplência de senador na chapa do deputado federal Dagoberto Nogueira.

O diretor do Hospital Universitário, Raimundo Nonato, foi escolhido para ser parceiro de Dagoberto com a ex-primeira-dama Gilda Maria dos Santos (PT). Além de PV e PP, também integram a chapa de oposição ao governador André Puccinelli (PMDB) o PSL, o PRP, o PCdoB e o PDT.

Para completar a coligação encabeçada pelo petista José Orcírio, só faltam as indicações dos suplentes do senador Delcídio do Amaral (PT). Ontem, ele afirmou que não é preciso atropelar nada, pois ainda tem alguns dias para decidir e anunciar os suplentes. O senador afirmou que está negociando o assunto. A quarta-feira (30) é a data limite para os partidos realizarem suas convenções e homologarem candidaturas e alianças.

A convenção do PT será no último dia da pré-campanha. O encontro está marcado para começar às 8 horas, na sede do partido em Campo Grande. Para homologar a chapa que irá à disputa neste ano, o PT quer reunir deputados,  candidatos, militantes e dirigentes dos partidos que integram a coligação.
smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".