Campo Grande - MS, sexta, 17 de agosto de 2018

são paulo

Postos vendem 25 mil litros de gasolina sem impostos

25 MAI 2011Por folha20h:00

Postos participantes de um movimento venderam hoje pelo menos 25 mil litros de gasolina livres de impostos. O protesto marca o Dia da Liberdade de Impostos, realizado por diversas organizações em várias cidades brasileiras --São Paulo, Porto Alegre, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Manaus, Brasília, Vitória, Colatina, Linhares (ES), Caxias (RS), Florianópolis, Blumenau, Lages, Joinville e em Santa Rosa do Sul (SC).

Em São Paulo, o posto Centro Automotivo Central da Perdizes, em Sumaré (zona oeste), vendeu 6.000 litros do combustível a R$ 1,31. O preço normal, segundo a gerente Patrícia Kulaif, é de R$ 2,799.

"Participamos do protesto há três anos, para alertar a população sobre o imposto embutido no preço da gasolina", diz.

Ela afirma que cerca de 150 motos e 250 carros foram abastecidos com o preço reduzido. As vendas começaram às 9h30 e terminaram às 14h, quando a gasolina acabou.

Segundo o Instituto Millenium, que organizou o protesto no Rio de Janeiro, 53,03% do que o consumidor paga pela gasolina vão são impostos.

No Rio, o posto que participou do protesto vendeu 4.000 litros de gasolina por R$ 1,44, quando o preço normal é de R$ 3,07.

Objetivo

"O objetivo da ação é chamar a atenção da sociedade para a alta carga tributária brasileira e conscientizar a população sobre a necessidade de exigir transparência no uso dos recursos públicos. O povo paga impostos altos em todos os produtos e recebe serviços de saúde, educação, segurança etc. de baixa qualidade", diz a nota do Instituto Millenium.

Conforme os organizadores da manifestação, a data de 25 de maio é o dia do ano em que o brasileiro deixa de trabalhar para pagar impostos ao governo.

Segundo estimativa do IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário), em 2011 será arrecadado em impostos pelo governo R$ 1,45 trilhão, 11% a mais do que em 2010. O Dia da Liberdade de Impostos uma ação organizada pelo Instituto de Estudos Empresariais, Associação da Classe Média e Instituto Liberdade.

Leia Também