Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

FISCALIZAÇÃO

Postos de combustíveis são lacrados na Capital

22 MAR 11 - 16h:36Laís Camargo

O Auto Posto das Araras, antigo posto Sagitarius, na Avenida Mato Grosso, foi lacrado hoje às 14 horas. Também foi lacrado posto localizado na saída para Três Lagoas. A justiça executou uma determinação de reintegração de posse de áreas pertencentes à Prefeitura de Campo Grande.

Tudo começou em 1998, quando em acordo com a prefeitura, o Autódromo recebeu cinco áreas para explorar em suas atividades. Em contrapartida, teria que construir a instalação física do Autódromo, ceder parte da bilheteria para o município e recolher impostos. Contudo, o Autódromo repassou o contrato para a Petrobras, que deveria construir também uma escola, a Plínio Mendes dos Santos.

Após levantada a escola e o Autódromo, as outras áreas tornaram-se postos de combustíveis. Contudo, a Petrobras apenas distribui, não revende; então, repassou mais uma vez o contrato para revendedores, que agora tiveram que entregar os estabelecimentos nesse mandato de Reintegração de Posse.

“Eu já estava esperando que algo assim acontecesse, mas fui pego de surpresa. Até 14h estava funcionando tudo normal. A ação do Autódromo era contra a prefeitura, eu não tenho nada a ver com isso, meu contrato é com a Petrobras Distribuidora S.A, quero meus direitos”, reivindicou Flávio Luis de Andrade, 50 anos, proprietário do Auto Posto das Araras.

O autódromo acionou a prefeitura em 2002, mas perdeu a ação por não estar cumprindo com partes do acordo, referentes ao recolhimento de impostos. Por isso a Petrobras perdeu o direito sobre as áreas e por consequência, os postos foram fechados.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

MINAS GERAIS

Justiça determina que Vale suspenda atividades vinculadas a barragem em Nova Lima

BRASIL

Recluso, Temer estranhou movimento na porta de casa antes de ser preso

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta sexta-feira: "Opinião e coragem, nossa biografia"

ARTIGO

Evandro Ferreira de Viana Bandeira: "A irresponsabilidade do MP"

Advogado em Campo Grande (MS)

Mais Lidas