Campo Grande - MS, terça, 21 de agosto de 2018

PANTANAL

Porto Esperança está abandonada à própria sorte

18 ABR 2011Por Sílvio Andrade/Corumbá00h:00

O distrito chama-se Porto Esperança, pequena comunidade margeando o Rio Paraguai, mas o nome do lugar isolado, embora distante apenas 90 quilômetros de Corumbá, não traduz a felicidade dos seus moradores, abandonados à própria sorte pelo poder público. A desesperança aumenta com a chegada da cheia do Pantanal, que inundou as 66 moradias, a maioria de palafitas, incluindo o cemitério.
Porto Esperança situa-se na margem esquerda do rio, a 20 quilômetros por água até a BR-262. Antiga estação do trem que cortou o sertão mato-grossense até a fronteira com a Bolívia, datada de 1912, foi fim de linha até a construção da ponte ferroviária Eurico Gaspar Dutra, nos anos 50 do século passado, ligando a região com Corumbá. Tempos de prosperidade, movimento de passageiros e cargas.

(leia mais no jornal Correio do Estado)

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também