Segunda, 22 de Janeiro de 2018

Porto de Paranaguá reabre após juiz derrubar liminar

9 JUL 2010Por 11h:45
     

                O porto de Paranaguá, no Paraná, um dos mais importantes para a exportação de grãos e açúcar do Brasil, retomou as operações nesta sexta-feira (9) após um juiz invalidar a decisão do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) de embargá-lo, afirmou o porto em comunicado.

O porto de Antonina, no Paraná, também foi fechado na quinta-feira e beneficiado com a liminar (decisão provisória), concedida pelo juiz federal de Paranaguá, Marcos Josegrei da Silva.

No despacho, o juiz determinou que o instituto retirasse imediatamente os lacres dos navios e dos equipamentos. Do contrário, isso poderia ser feito pelos próprios funcionários da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa).

A Justiça pediu ainda que a Appa apresente, no prazo de 30 dias, um cronograma para a regularização dos problemas levantados pelo Ibama.

                O porto estava embargado desde a tarde da véspera pelo Ibama, sob alegação de que não vinha cumprindo exigências para conseguir o licenciamento ambiental.

Leia Também