Domingo, 17 de Dezembro de 2017

balanço

Pornografia infantil e racismo, crimes mais denunciados na web

17 FEV 2014Por TECHTUDO00h:00

A Internet é palco de muitas ações culturais, democráticas e interativas, mas também ainda é lugar de ações lamentáveis. De acordo com a SaferNet Brasil, em 2013, foram realizadas mais de 240 mil denúncias de crimes virtuais. Pornografia infantil e racismo lideram o ranking de casos somando cerca de 160 mil denúncias; número que segue crescendo nas denúncias oficiais à polícia.
Segundo a SaferNet, desde 2009 foram registradas mais de 300 prisões por crimes online, e atualmente há duas mil investigações em andamento na Polícia Federal com as denúncias de pornografia infantil e crimes de ódio na web. Antes do canal de denúncia online, operado pela Polícia Federal e o Ministério Público, havia registro de apenas cinco prisões em um período de cinco anos.

Em 2013, o braço brasileiro da SaferNet Brasil recebeu e processou 244.147 denúncias anônimas envolvendo 54.221 páginas de Internet, hospedadas em 10.711 servidores diferentes, conectados por meio de 6.796 IPs diferentes. As denúncias podem ser feitas também online, sem identificação direta.

O número de casos é alto. No último ano, só o crime de pornografia infantil recebeu mais de 80 mil denúncias, alta 10% em relação a 2012. Casos de racismo: 78.690. Já tráfico de pessoas foi o crime denunciado com maior aumento percentual: alta de 238,26% em relação ao ano anterior.

Na lista, ainda há milhares de casos de intolerância religiosa, tráfico de pessoas, neo nazismo, maus tratos contra animais, xenofobia, homofobia e apologia e incitação a crimes contra a vida. O aumento de casos foi de 36,59% em relação ao ano de 2012. O número de páginas denunciadas foi de 54.218.

Com 284 inquéritos, São Paulo concentra o maior número de investigações de crimes cibernéticos pela Polícia Federal. O Rio de Janeiro apresenta 117 investigações em curso.

Tabela mostra os crimes virtuais mais denunciados em 2013 (Foto: Divulgação/SaferNet)Tabela mostra os crimes virtuais mais denunciados em 2013 (Foto: Divulgação/SaferNet)

Leia Também