Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SÃO PAULO

Por 'vingança' a agressões, garoto de 12 anos mata o avô de 65

Por 'vingança' a agressões, garoto de 12 anos mata o avô de 65
02/09/2012 14:26 - G1


Um garoto de 12 anos matou o avô com uma facada no peito neste sábado (1º), por volta das 23h30, em Limeira (SP). A Guarda Municipal recebeu um chamado da mãe do adolescente, que afirmou ter ocorrido um homicídio na casa, no Jardim Aeroporto. A mãe foi informada pelo garoto, que a princípio disse que uma pessoa havia invadido a casa e cometido o crime, mas depois ele confessou ter matado o aposentado de 65 anos enquanto dormia. Agressões sofridas pelo garoto teriam motivado o assassinato.

Quando os guardas chegaram à casa, o aposentado já estava morto com uma perfuração no peito. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ainda foi chamado para diagnosticar o óbito. A primeira versão do adolescente, de que a casa foi invadida, foi desmentida pela GM, que encontrou uma faca com manchas de sangue no lixo da cozinha. Só então o adolescente confessou o crime.

Seis pessoas viviam na casa: o aposentado, duas filhas, o garoto, um primo dele de 3 anos e um tio do adolescente. No momento do crime só havia a vítima e os dois netos. Segundo o guarda municipal Hailler, que estava na primeira viatura a chegar ao local, o garoto apresentava escoriações nos braços e nas costas e atribuiu os hematomas a agressões do avô.

A faca usada no crime tinha cerca de 30 centímetros e era usada para cortar carne. O garoto foi apreendido e aguarda para ser ouvido por um juiz da Vara da Infância e Juventude de Limeira. A Polícia Civil vai investigar a motivação do crime.

Felpuda


Malfeitos que teriam sido praticados em tempos não tão remotos podem ser a pedra no caminho de pré-candidatura que está sendo costurada. As conversas ainda estão nas “ondas da rádio-peão”, mas, com a proximidade da campanha eleitoral, há quem diga que isso se tornará uma tremenda dor de cabeça para quem vai enfrentar as urnas. Pior:  o dito não seria culpado direto, mas sim a sua...  Bem, deixa rolar para ver onde vai parar.