Domingo, 18 de Fevereiro de 2018

SUCESSÃO PRESIDENCIAL

Políticos fazem 'cruzada' pelo votos dos 'fiéis'

21 OUT 2010Por Fernanda Brigatti01h:20



Políticos e religiosos pró-Dilma e pró-Serra estão em cruzada pelo apoio de fiéis a seus candidatos no segundo turno. Ontem, a Aliança Evangélica Brasileira em Campo Grande recebeu o senador Magno Malta (PR-ES), que defendeu a presidenciável petista. Hoje, um petista e um tucano serão sabatinados em debate com evangélicos de diversas denominações.
A aproximação não é aleatória. Pastores, padres, apóstolos têm se manifestado, em todo o Brasil, contra e a favor de um dos candidatos à Presidência da República, influenciando o voto de milhares de fiéis.
No debate desta noite, o presidente da Aliança Evangélica Brasileira, pastor Ronaldo Leite Batista, explica que a ideia é dar aos fiéis condições de avaliar o dois lados. Para defender a eleição de José Serra (PSDB), o sabatinado será o vereador Cristovão Silveira (PSDB). Pró-Dilma, o representante será o senador Delcídio do Amaral (PT).
A 1ª Igreja Batista, que sediará o debate, também está recebendo, dos fiéis, sugestões de perguntas para serem discutidas hoje.
Ainda organizada pela Aliança Evangélica, na próxima quarta-feira (27) o deputado estadual Rinaldo Modesto (PSDB) vai até lá defender Serra. O presidente da aliança explicou que, depois de abertas as portas para o senador pró-Dilma, a entidade quis abrir também para políticos pró-Serra.
“Nós ouvimos um irmão nosso. Ele falou da caminhada que ele percorre pela aliança pró-Dilma”, disse, sobre a visita de Magno Malta. O deputado federal Vander Loubet (PT) acompanhou o senador na reunião. Antes de vir a Campo Grande, o parlamentar passou também por Cuiabá (MT), onde procurou pelos evangélicos, na tentativa de desmistificar o possível apoio de Dilma Rousseff ao aborto.

Cristãos
Também hoje, uma outra frente religiosa e política entra em ação na corrida pelo segundo turno. Coordenado pelo deputado estadual Pedro Kemp (PT), será lançado o Comitê de Cristãos em prol de Dilma Rousseff. Está prevista a participação de pastores, padres e fiéis de diversas denominações e partidos políticos.
Segundo Pedro Kemp, o grupo quer “fazer um contraponto à campanha difamatória promovida contra Dilma”. Políticos religiosos como Alceu Bueno (PSL), Alcides Bernal (PP) e Sérgio Assis (PSDB) já teriam confirmado participação no evento.
O lançamento do comitê está marcado para às 19h30min, na Associação Campo-Grandense de Professores (ACP), na Rua 7 de Setembro, 693, no Centro. Já o debate será na 1ª Igreja Batista, que fica na Rua 13 de Maio, 2647, Centro, e também será transmitido ao vivo pelo site www.primeirabatista.org.br/texto/tv_da_primeira.

Leia Também