Sábado, 24 de Fevereiro de 2018

Política fiscal vai entrar no debate eleitoral

17 JAN 2010Por 23h:32
     

Marco Eusébio

 

A política fiscal do Estado deve ser um dos destaques do debate eleitoral neste ano em Mato Grosso do Sul. O deputado estadual petista, Paulo Duarte, defende neste início de 2010 mudanças no critério de distribuição dos benefícios. Para ele, os frigoríficos, por exemplo, que são os maiores beneficiados com isenções fiscais, poderiam obter um pouco de incentivos para beneficiar setores que hoje geram mais empregos e movimentam a economia estadual, como o comércio. A situação não espera a campanha eleitoral para rebater. O deputado Youssif Domingos, líder do Governo André Puccinelli na Assembleia, diz que o PT teve oito anos de Governo para corrigir o que agora tenta criticar.

 

"Tenho certeza que este debate será fundamental neste ano, porque candidatos que insistirem em praticar esse modelo de tributação terão de mudar o discurso", afirma Duarte. Economista, fiscal de renda de carreira e ex-secretário estadual de Receita, o deputado petista é categórico em afirmar que mudanças no critério de distribuição de incentivos fiscais poderiam fazer Mato Grosso do Sul atingir melhores resultados na geração de empregos e renda, objetivos alegados por quem, como ele, defende a prática de abrir mão de tributos para atrair investimentos empresariais.

Leia Também