Quarta, 13 de Dezembro de 2017

ELEIÇÕES 2014

‘Política de MS está virando circo’,
diz ex-senador Antonio João

4 FEV 2014Por DA REDAÇÃO00h:00

Depois de quatro dias de confirmada a pré-candidatura do ex-prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad, à sucessão estadual e da vice-governadora Simone Tebet como pré-candidata ao Senado, o governador André Puccinelli (PMDB) voltou a embaralhar o jogo político com declarações conflitantes. Ele voltou a alimentar a expectativa de concorrer ao Senado. A decisão sobre o seu futuro político, segundo André, acontecerá no dia 6 de abril. O presidente regional do PSD, ex-senador Antonio João Hugo Rodrigues, avaliou a estratégia de André como “espetáculo circense”. Para ele, “a política está virando circo” em Mato Grosso do Sul com a mudança de postura do governador, segundo reportagem na edição desta terça-feira (04) do jornal Correio do Estado.

Ontem, durante a volta dos trabalhos na Assembleia Legislativa, o governador declarou não estar totalmente afastada a hipótese de disputar a vaga ao Senado. Ele disse que, na política, é preciso deixar dúvida sempre. “Eu aprendi com meu amigo Londres Machados (PR), deputado estadual, que em política temos sempre que deixar uma dúvida no ar”. Em seguida, Puccinelli ressaltou que a possibilidade de entrar na corrida eleitoral é de “uma em 1 mil ou uma em 100 mil, ou uma em um milhão”. 

Diante do clima de incerteza quanto às pré-candidaturas de Nelsinho Trad ao governo do Estado e de Simone à vaga no Senado, o presidente regional do PSD avisou que não se coligará com quem não oferece “porto seguro”. Para ele, a demora do PMDB em definir nomes da majoritária virou “palhaçada”, e isso, segundo ele, afasta partidos que poderiam estar ao lado dos peemedebistas na corrida eleitoral. A reportagem é de Tavane Ferraresi.
 

Leia Também