LINHA INTERNACIONAL

Policial é executado com tiro de 12 na cabeça na fronteira

Policial é executado com tiro de 12 na cabeça na fronteira
12/02/2014 17:55 - da redação


O policial civil Marcílio de Souza foi executado com um tiro de escopeta calibre 12 na cabeça, no final da tarde desta quarta-feira (12), na região de Paranhos, fronteira com o Paraguai.

Segundo informações do Gazeta News, Marcílio estava próximo a linha internacional que separa Paranhos no Brasil da cidade de Ypêjhú no Paraguai, do lado paraguaio da fronteira, quando teria sido assassinado à “queima-roupa” por um individuo, até o momento não identificado.

Considerado policial exemplar, atuando a cerca de dez anos na Delegacia de Paranhos, Marcílio ajudou a desvendar vários crimes e colocar na cadeia diversos criminosos, alguns deles considerados de alta periculosidade, que atuavam e ainda atuam naquela região de fronteira seca.

Uma grande movimentação policial está sendo realizada neste momento no sentido de desvendar o crime e prender o executor.

A assessoria da Polícia Civil informou que ainda não tem mais informações sobre o ocorrido.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".