Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Policiais rodoviários federais podem entrar em greve na próxima semana

8 AGO 12 - 16h:00agência brasil

Policiais rodoviários federais realizaram na manhã de hoje (8) no Distrito Federal, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Paraná e Rio Grande do Sul ações de fiscalização e orientação de motoristas que resultaram em congestionamento nas principiais estradas. De acordo com o presidente da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF), Pedro da Silva Cavalcanti, a categoria pode entrar em greve na próxima semana.

"Esta será a primeira vez que a categoria entra em greve", disse Cavalcanti. Segundo ele, entre as reivindicações dos policiais rodoviários federais está a reestruturação salarial e da carreira, realização de novos concursos, aumento do efetivo, além do aumento dos auxílios alimentação, saúde, creche e transporte. O movimento dos policiais, chamado Operação Colina, prossegue amanhã (9) em todo o país.

Conforme o presidente do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais do Distrito Federal (SinPRF-DF), Reni Rocha, na próxima segunda-feira (13), sindicatos de todos os estados irão realizar assembleia com indicativo de greve. "Estamos negociando com o governo, mas [até agora] não foi apresentada nenhuma proposta. Todos os sindicatos estaduais estão com assembleia marcada para o dia 13. Caso seja aprovada, iniciaremos greve nacional", disse.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

39 QUILOS DE COCAÍNA

Defesa volta a pedir acesso à investigação sobre sargento da FAB

RASTRO DE DESTRUIÇÃO

Recuperação de cidade afetada por rompimento de barragem na BA poderá levar meses

Vasco entra no STJD com pedido de impugnação do jogo contra o Grêmio no Sul
BRASILEIRÃO

Vasco entra no STJD com pedido para impugnar partida

PRESIDENTE DA CCJ

Proposta sobre pacto federativo começará no Senado, diz Simone

Mais Lidas