quinta, 19 de julho de 2018

RIO DE JANEIRO

Policiais encontram segunda bazuca no Complexo do Alemão

2 DEZ 2010Por FOLHA ONLINE16h:44

Confronto no Rio Policiais militares apreenderam uma segunda bazuca no Complexo do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro, por volta das 14h desta quinta-feira. A arma estava escondida em uma fossa em uma área conhecida como Areal.

Ontem, a polícia já tinha apreendido outra arma semelhante em uma casa na área do Coqueiro.

O modelo apreendido hoje é o AT-4, arma antitanque, segundo a PM. A polícia chegou até o armamento graças a denúncia de moradores.

O Complexo do Alemão foi ocupado domingo (28), com o apoio das Forças Armadas. Na quinta-feira (25), policiais já tinham entrado na Vila Cruzeiro, favela vizinha ao Alemão. As ocupações ocorreram após uma série de atentados ocorridos na cidade que resultaram em mais de cem veículos queimados, supostamente em represália à instalação de UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora) em favelas antes dominadas pelo tráfico.

Na terça-feira (30), o governador Sérgio Cabral (PMDB) assinou o pedido formal ao Ministério da Defesa para a permanência das Forças Armadas no Estado até outubro de 2011.

Segundo Cabral, os militares devem permanecer nas comunidades até a instalação de novas UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora). "Eu assinei agora pela manhã um documento solicitando tropas de paz do Exército para que nossa polícia possa continuar fazendo o trabalho de inteligência", afirmou o governador.

A Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública) também afirmou ter oferecido ao governo do Rio de Janeiro a criação de uma base permanente da Força Nacional de Segurança Pública, com efetivo fixo de 540 policiais no Estado.

Leia Também