segunda, 16 de julho de 2018

Polícia sem suspeitos de queimar veículo

16 DEZ 2010Por NADYENKA CASTRO e Vânya Santos04h:05

A Delegacia Especializada de Repressão a Crimes de Furtos e Roubos de Veículos (Defurv) ainda não tem suspeitos do incêndio no Fiat Marea preto, encontrado em chamas na noite de segunda-feira, na Rua São Nicolau, Vila Nasser, em Campo Grande. A Polícia Civil de São Paulo revelou que o carro tem placas de Campinas – e não de Santos como divulgado anteriormente –, está em nome da empresa BV Financeira e foi furtado às 10h23min do dia 28 de setembro do ano passado.

O crime foi registrado na 5ª Delegacia de Campinas. Mas, para a Polícia Militar (PM) daquele Estado consta que o veículo tem somente ocorrências envolvendo infrações de trânsito e policiais adiantaram apenas que o caso está sendo investigado.

Este é o mais recente caso de automóvel incendiado na Capital. Outros diversos já foram queimados, entre eles o Fiat Palio de Rafael Souza Carmo, de 19 anos. O garoto foi perseguido, teve o veículo atingido por diversos tiros e teria até sido sequestrado. O carro dele foi queimado quando ele já não estava mais dentro. Também foi colocado fogo no Polo da arquiteta Eliane Nogueira, em junho deste ano. O corpo dela foi encontrado no interior do veículo.

De acordo com o delegado Geraldo Marim de Souza, da Defurv, colocar fogo em automóveis é estratégia para não deixar pistas, como digitais. Bandidos agem desta maneira quando não há interesse pelo carro.

Leia Também