terça, 17 de julho de 2018

Polícia reforça suspeita sobre casal na morte de Isabella

28 ABR 2008Por 07h:44
     As sete horas de reconstituição da morte de Isabella Nardoni, realizada ontem, reforçaram a convicção da polícia de que uma terceira pessoa não teria tempo suficiente para invadir o apartamento 62 do Edifício Residencial London, espancar e asfixiar a menina, cortar a tela de proteção com faca e tesoura, arremessá-la do 6º andar e, por fim, limpar a cena do crime. A cronometragem da versão apresentada em depoimento pelo casal Alexandre Alves Nardoni e Anna Carolina Jatobá mostrou que o suposto assassino teria cerca de 5 minutos para agir sem ser flagrado.

        

        

         

        Como o casal não compareceu à reconstituição, peritos optaram por fazer ?cronometragem favorável? aos acusados. Ou seja: fizeram tudo como se o elevador sempre estivesse nos andares. O percurso completo levou aproximadamente 13 minutos. O tempo coincide com outras provas técnicas colhidas pelo IC.

        Com informações do Estadão

         

Leia Também