segunda, 16 de julho de 2018

EUA

Polícia prende suspeito de ser o atirador do Arizona

9 JAN 2011Por R708h:21

A polícia de Tucson, no Estado americano do Arizona, prendeu um homem de 22 anos, considerado o principal suspeito de ser o atirador que abriu fogo contra a deputada democrata Gabrielle Giffords e um grupo de pessoas dentro de um mercado. O tiroteio aconteceu ontem (8) e terminou com um saldo de seis mortos e 13 feridos, dentre os quais está Gabrielle Giffords.

O homem detido pelos policiais foi identificado pela imprensa americana como Jared Lee Loughner. Segundo o xerife Clarence Dupnik, do condado de Pima, o suspeito poderia ter problemas mentais e, de acordo com ele, são justamente as pessoas desequilibradas que são mais “suscetíveis” a sucumbir perante a armadilha da intolerância que toma conta do Arizona. "Transformamo-nos na Meca do preconceito e da intolerância".

O xerife revelou que a polícia trabalha com a hipótese de que Loughner não tenha agido sozinho e, por isso, já iniciou buscas a um segundo suspeito. O possível atirador foi detido por “duas pessoas valentes”, contou Dupnik, e estava em posse de uma arma semiautomática.

Entre os seis mortos estão uma menina de nove anos e o juiz federal John Roll, que participou de vários casos migratórios e havia recebido ameaças.

Nos últimos meses, o Arizona se viu envolto em muitas polêmicas ao adotar a lei de imigração, que passou a criminalizar a ida de pessoas sem a autorização para os Estados Unidos. A legislação gerou muitas críticas até mesmo do presidente americano Barack Obama, e revoltou diversas comunidades, sobretudo a dos latinos residentes no Estado.

Gabrielle Giffords é operada e quadro é considerado crítico

Atingida por um tiro na cabeça, a deputada democrata Gabrielle Giffords passou por uma cirurgia no Centro Médico de Tucson e o seu estado de saúde é considerado crítico. Segundo o médico Peter Rhee, a parlamentar está na UTI, mas ele disse, em entrevista coletiva, estar “muito otimista” em relação à recuperação de Gabrielle.

Ainda de acordo com o médico, as próximas 24 horas serão decisivas para a recuperação da deputada. 

O xerife Clarence Dupnik corroborou as informações do hospital sobre o estado de saúde de Gabrielle e adiantou que a polícia tem conhecimento de dois incidentes, ocorridos em 2010, envolvendo a congressista. Em uma reunião com populares na Câmara Municipal, uma arma caiu do bolso de um dos presentes e causou tumulto. O segundo envolveu uma janela quebrada no escritório da parlamentar.

Gabrielle Giffords, de 40 anos, foi eleita para o Congresso pela primeira vez em 2006 e trabalhou com assuntos relacionados à aeronáutica, ciência, tecnologia e serviços armados. Ela é casada com o astronauta da Nasa Mark Kelly, que vai liderar uma das próximas viagens à ISS (Estação Espacial Internacional).

Segundo Mark Kimble, um dos assessores da deputada, ela não costumava contar com seguranças porque “queria ser o mais acessível possível aos seus eleitores”.

Leia Também