Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 21 de novembro de 2018

Polícia prende suspeito de ser matador de milícia que seria chefiada por deputado

26 JUL 2008Por 18h:50
     Da Redação
        
        oliciais civis da Delegacia de Homicídios, no Rio de Janeiro, prenderam na manhã deste sábado, em Contagem, Minas Gerais, um homem suspeito de ser um dos matadores da Liga da Justiça, grupo miliciano que atua em comunidades carentes de Campo Grande, na zona oeste do Rio.
        
        De acordo com a polícia, Alcimar Silva, de 40 anos, conhecido como Fumão, não reagiu à abordagem dos agentes e foi encaminhado, de carro, para a capital fluminense. Ainda segundo a polícia, há dois mandados de prisão contra Alcimar Silva por envolvimento com a milícia que seria comandada pelo deputado estadual Natalino Guimarães (DEM), preso na última segunda-feira.
        
        O Ministério Público Estadual acusa Fumão de ser responsável por arrecadar propina das cooperativas de vans de Campo Grande e repassar o dinheiro aos chefes da milícia. O delegado Marcus Neves, titular da 35ª DP (Campo Grande), disse que vem recebendo inúmeras ameaças de morte, por meio de cartas, telefonemas e do Disque-Denúncia.
        
        
        Com informações da Agência Brasil
        
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também