sábado, 21 de julho de 2018

BANCO ITAÚ

Polícia prende quatro suspeitos por assalto

10 NOV 2010Por Edilson José Alves/Ponta Porã16h:09


Agentes da Polícia Nacional do Paraguai com a colaboração da Polícia Civil de Ponta Porã prenderam quatro homens suspeitos de terem participado do assalto à agência do Banco Itaú, em Pedro Juan Caballero. Na ação os criminosos levaram cerca de 2 bilhões de guaranis, valor equivalente a R$ 740.740, conforme o câmbio de ontem quando R$ 1 estava cotado a 2.700 guaranis.

Conforme as informações da Polícia Nacional, foram presos os paraguaios Bernardo Pinazzo, de 55 anos, Ignácio Prieto Rojas, de 41 anos, Marcos Osório Aponte, de 25 anos, e o brasileiro Fábio Martinez Lopes, de 24 anos, o “Fábio Motoca”. Eles foram localizados em Pedro Juan Caballero através de informações repassadas pela Polícia Civil de Ponta Porã.

O assalto ao Banco Itaú ocorreu na manhã de sexta-feira passada, quando por volta das 8h25min. quatro homens armados chegaram ao banco, sendo que um ficou na direção de um veículo Vectra, sem placas, enquanto dois dirigiram-se à agência, que está situada na área externa do Shopping China. Um que estava com uma pasta executiva foi ao caixa enquanto o segundo ficou aguardando nas imediações da porta, instante em que rendeu o único segurança de serviço no local.

De acordo com os investigadores, o assaltante que foi ao caixa também estava armado e ordenou que o funcionário repassasse todo o dinheiro. Como não havia uma quantia esperada, ele determinou que o cofre fosse aberto, o que acabou ocorrendo cerca de cinco minutos depois do início do assalto com a chegada do gerente geral da agência Itaú.

Após apoderarem-se do dinheiro, eles fizeram ameaças aos funcionários e disseram que o fato só era para ser comunicado à polícia após decorridos 20 minutos. Os assaltantes fugiram para o território brasileiro e acabaram abandonando o Vectra no Bairro da Granja, nas imediações do Aeroporto Internacional de Ponta Porã. O veículo foi recolhido e levado para a delegacia de Polícia Civil.

O delegado Joel José da Silva, titular do 2º Distrito Policial, ficou encarregado pelas investigações e repassou vários documentos encontrados no interior do veículo, inclusive contas de luz e água de residências em Pedro Juan Caballero. De posse das informações, a polícia paraguaia fez diligências e prendeu os quatro suspeitos de terem participado do crime.
Apesar de repassar os nomes dos supostos assaltantes, o comando até a tarde de ontem não tinha repassado informações a respeito dos depoimentos dos detidos. Uma das informações apuradas pela Polícia Civil é de que o Vectra usado no assalto foi furtado na cidade de Londrina, no Paraná, no último dia 11 de outubro. Os investigadores brasileiros e paraguaios prosseguem com as investigações nos dois lados da fronteira.

Leia Também