quinta, 19 de julho de 2018

CAMPO GRANDE

Polícia prende quatro com fuzis e munições

6 DEZ 2010Por karine cortez00h:00

A Polícia Federal prendeu, na noite de sábado, quatro pessoas acusadas de tráfico de armas, drogas e munições, em Campo Grande. O arsenal, composto por uma carabina, dois fuzis, 12 carregadores para fuzil, dois punhos de arma longa, uma garrucha dois canos com a numeração de série raspada, seis carregadores para carabina e 830 munições de vários calibres estavam em poder do proprietário do lava jato Top Car, situado no Bairro Anahi, Jean Carlo Cardenas Bogado da Silva, 24 anos. Ele é acusado de ser o responsável pela negociação que trouxe para o Brasil o armamento proveniente da Bolívia e que, segundo a PF, seriam levados para Goiânia (GO).

Ao chegarem ao lava jato, por volta das 18h, os policiais federais também prenderam Itamar Reis Dias, 40 anos, residente na cidade de Santa Inês (MA), Eduardo Silva Tavares, 27 anos, residente em Brasília (DF), e a esposa de Jean, Dircinéia Arruda dos Santos, 30 anos. O arsenal estava escondido no escritório do lava jato e Eduardo e Itamar seriam os responsáveis pelo transporte das armas e munições até Goiânia sendo que receberiam cerca de R$ 5 mil pelo serviço.

Além do arsenal e das drogas, a PF também apreendeu três veículos, sendo dois Fiat Uno Mile, um Fiat Fiorino e quatro motocicletas.

 Drogas
A equipe da Polícia Federal foi até a residência de Jean, no Bairro Santo Amaro, onde encontraram 2,8 quilos de cocaína pura, 9 gramas de maconha, R$ 5 mil em espécie e petrechos para a manipulação da droga como duas balanças de precisão, papelotes, pratos e colheres para embalar o entorpecente.

O lava jato de Jean já vinha sendo monitorado por agentes da Delegacia da PF Especializada em Repressão ao Tráfico de Armas (Delearm) que no dia da prisão permaneceram de campana no local antes de efetuarem o flagrante.

Leia Também