Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

CASO SANASA

Polícia prende integrantes da 'República de Mato Grosso do Sul'

20 MAI 2011Por DA REDAÇÃO, COM INFORMAÇÕES DA EPTV08h:41

A Polícia Civil de Campinas está cumprindo mandado de prisão desde às 3h desta manhã contra integrantes do alto escalão da prefeitura daquela cidade que formavam, como a imprensa daquela cidade denominava, de "República de Mato Grosso do Sul".

Já estão presos o ex-prefeito de Corumbá, Ricardo Cândia e o diretor técnico da Sanasa (Sociedade de Água e Saneamento de Campinas)  Aurélio Cance Júnior que já foi vereador em Campo Grande. Todos - num total de 20 servidores e empresários - são acusados de fraude em contratos com a prefeitura. Deles, 14 já estão presos.

Um dos que está sendo caçado é Francisco Vianna Lagos, secretário de Comunicação, e que já exerceu a mesma função em  Campo Grande, bem como a de secretário de Cultura.

A esposa do prefeito de Campinas (o corumbaense Doutor Hélio - PDT -) Rosely Nassim Santos, está com habeas corpus preventivo. 

Cento e vinte policiais de São Paulo, Sorocaba, Piracicaba e integrantes da Rota estão cumprindo mandados em Campinas, Jundiaí, Jaguariúna e Vinhedo.

 

 

Aurélio Cance Júnior

 

Caso
O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) apura desde setembro do ano passado o envolvimento de empresários e dirigentes públicos de Campinas em contratos sob suspeita de serem irregulares da Sanasa. Até o momento foram identificados quatro modelos de fraudes aplicadas em licitações públicas em Campinas e em outras cidades do Estado de São Paulo. O promotores não revelaram qual é o conteúdo das investigações da empresa campineira. Na lista estão dirigentes públicos, secretários municipais, empresários e lobistas. 

Com informações do grupo Anhanguera de Notícias

Leia Também