Quinta, 18 de Janeiro de 2018

Polícia prende assaltantes de casa de vereador

11 AGO 2010Por 22h:30
      Investigação do Departamento de Inteligência Policial (DIP), Delegacia de Terenos e Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) permitiram a identificação de integrantes da quadrilha que praticou o roubo no dia 27 de julho na casa de um vereador da cidade de Terenos (MS) cujo nome não foi divulgado pela polícia. Naquela ocasião, quatro marginais entraram na residência no início da manhã, renderam os moradores, e exigiam dinheiro, pois alegavam ter recebido a informação de que o vereador havia efetuado a venda de uma propriedade rural. Um quinto bandido teria sido encarregado de fazer o transporte dos demais integrantes do grupo. Como não havia o dinheiro na casa, que seria de cerca de R$ 100.000,00, a quadrilha roubou objetos de valor, como jóias, aparelhos eletro eletrônicos, aparelhos de telefone celular, além de uma arma de fogo, tida como relíquia pela família. Com o auxílio do Departamento de Inteligência Policial, no dia 31 foi preso o primeiro integrante da quadrilha identificado como sendo Eder Valejo Couto, foragido da Colônia Penal Agrícola, cuja prisão foi feita em trabalho conjunto entre policiais da Delegacia de Terenos e da Derf. Trazido para Terenos, Eder Valejo foi identificado como sendo de fato um dos integrantes do grupo e, interrogado, admitiu a participação no assalto. Através de seu interrogatório, foram identificados outros dois integrantes, um dos quais, Edson José de Carvalho, o Gago, que foi preso ontem por policiais civis de Terenos, em cumprimento a Mandado de Prisão Preventiva, com o auxilio do Departamento de Inteligência Policial. Com a prisão de Edson, foi identificado Marcos Vinicius da Silva Paredes da Silva, o "Magrão", como sendo o sexto integrante do grupo, este que teria repassado as informações aos demais sobre a existência do dinheiro na casa da vítima. De acordo com Gago, seria o próprio Magrão quem teria fornecido uma das armas para a prática do roubo. A par destas informações, foi decretada a prisão preventiva de Marcos Vinicius da Silva Maciel, medida cumprida em conjunto com uma equipe da Derf No momento da prisão de Marcos Vinícius, foram encontradas na carroceria da sua caminhonete, uma S-10 de cor preta, 184 tabletes de maconha, acondicionados em sacos plásticos pretos. Marcos Vinicius alegou que recebera a droga de uma pessoa, conhecida apenas por Aldo, residente em Campo Grande, e que seria levada para São Paulo pelo caminhoneiro Mauro Firmino Alves, também residente em Terenos, e que estaria aguardando em casa, para que transferisse a maconha de sua caminhonete para uma Saveiro de sua propriedade e seria levada para São Paulo, no interior de um caminhão frigorífico. Os policiais então se dirigiram até a casa de Mauro, onde o abordaram no momento em que se preparava para sair, efetuando sua prisão e apreensão de sua Saveiro. Ao final, os policiais se dirigiram até a casa de Marcos Vinícius Paredes da Silva, o Magrão, onde encontraram mais dois tabletes de maconha, semelhantes aos que foram encontrados sobre a caminhonete. Toda a droga foi encaminhada para a Denar em Campo Grande, onde foi pesada, totalizando 193 quilos e 300 gramas. Além se ser investigado no crime de roubo, Marcos Vinicius Paredes também responderá pelo crime de tráfico de drogas e associação para o narcotráfico, juntamente com Mauro Firmino Alves. (Fonte: Polícia Civil)

Leia Também