Campo Grande - MS, sábado, 18 de agosto de 2018

PARANHOS

Polícia paraguaia destrói plantações de maconha na fronteira

21 MAI 2011Por EDILSON JOSÉ ALVES/PONTA PORÃ15h:25

Em uma nova ação contra o tráfico de drogas na região de fronteira coordenada pela Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai (Senad) com apoio da Polícia Federal do Brasil, foram erradicados oito hectares de maconha que poderiam render até 24 toneladas. Os trabalhos da operação “Nova Aliança IV” estão concentrados na região de Ypehú na divisa com Paranhos, município situado no sul de Mato Grosso do Sul.
Conforme as informações repassadas pelo setor de comunicações da Senad, em dois dias, quinta e sexta-feira, foram localizadas três plantações de maconha em ponto de colheita que poderiam render até 24 toneladas da droga pronta para o consumo. Cada hectare chega a render até três toneladas.
Os agentes paraguaios que contam com apoio da Força Aérea do Paraguai e também do Departamento de Polícia Federal do Brasil, apreenderam 5.920 kg de maconha picada e já seca, pronta para ser transformada em tabletes. Os policiais também apreenderam 300 kg de sementes da mesma droga e destruíram nove acampamentos que serviam de abrigo para os traficantes e para armazenamento do entorpecente. Oito prensas utilizadas para industrializar a droga foram queimadas pelos policiais.
Segundo a Senad, todo o trabalho da operação “Nova Aliança IV” está concentrado na zona rural de Ypehú, município situado na fronteira seca com Paranhos. As incursões nas matas estão sendo acompanhadas pelo promotor de justiça Manuel Rojas. O objetivo da operação, segundo as autoridades paraguaias, é reprimir de forma mais eficaz o tráfico de drogas em toda a região. A estimativa feita pelos próprios paraguaios é de que 80% da maconha produzida no país é destinada para abastecer as quadrilhas brasileiras.
 

Leia Também