Campo Grande - MS, domingo, 19 de agosto de 2018

Plano

Polícia mineira procura jovem suspeita de mandar matar o pai

28 ABR 2011Por Folha21h:00

A polícia de Minas Gerais diz acreditar estar perto de localizar a estudante de direito Érika Passarelli Vicentini Teixeira, 29, suspeita de planejar a morte do pai para receber R$ 1,2 milhão de apólices de seguro de vida.

Segundo informações da polícia, Mário José Teixeira Filho, 50, planejou forjar a própria morte com a filha. "Érika receberia o valor do seguro e dividiria com o pai", explicou o delegado Wagner Pinto, da Divisão de Crimes Contra a Vida.

Pai e filha pretendiam encontrar um corpo que pudesse ser identificado como o de Teixeira, mas os dois se desentenderam, e o pai desistiu do golpe. De acordo com testemunhas, ele temia que a filha o matasse.

Teixeira Filho tinha vários registros por estelionato e um mandado de prisão em aberto.

A desistência, segundo a polícia, não desanimou Érika, que pediu a ajuda do namorado, Paulo Ricardo Ferraz, 19, e do sogro, o cabo da PM Santos das Graças Ferraz, 48, para assassinar o pai, de acordo com a polícia. O jovem está preso.

Imagens de câmeras de um posto da Polícia Rodoviária Federal mostram o Palio dirigido por Teixeira sendo seguido por uma van Sprinter, no dia do crime.

Conforme a polícia, o cabo Ferraz, que tem 29 anos de corporação e também está foragido, dirigia a van. Ele lutou com a vítima antes de dar três tiros na cabeça de Teixeira em 4 de agosto do ano passado.

Após ter a prisão preventiva decretada, nesta semana, a estudante fugiu do apartamento de alto padrão onde vivia com a mãe e o padrasto no bairro Belvedere, em Belo Horizonte (MG).

Seguro de vida

Os três seguros de vida de Mário José Teixeira Filho foram contratados cerca de um mês antes de sua morte. Érika chegou a dar entrada na papelada para receber o dinheiro, mas as seguradoras não pagaram porque o inquérito policial estava em andamento.

A estudante já esteve presa, por estelionato praticado contra lojas de luxo em Belo Horizonte.

Leia Também