quinta, 19 de julho de 2018

CÁRCERE PRIVADO

Polícia liberta mulher mantida presa em casa no PR

4 FEV 2011Por ESTADÃO22h:00

A Polícia de Mariluz (PR) prendeu ontem o tapeceiro Francisco Ribeiro, de 60 anos, acusado de manter Clarice Laura de Oliveira, de 45 anos, em cárcere privado por nove anos. Segundo a acusação, ela ficava presa em uma casa cercada por muros altos e com janelas e portas trancadas. A casa fica a cerca de 1,5 quilômetro da residência de Ribeiro, que é casado.

Segundo o escrivão da Delegacia de Mariluz, Edson Lima de Almeida, a denúncia foi feita ao Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), que acionou a polícia. A mulher não demonstrava sinais de agressão física, embora estivesse debilitada em razão de ter passado vários anos sem assistência médica. Durante esse período apenas uma de suas irmãs a visitava. Ela alegou à polícia que tinha medo de denunciar a situação em que a irmã era mantida.

Ao fazer uma vistoria na casa, os policiais encontraram um revólver calibre 38 e uma espingarda calibre 36, ambos sem registro, o que levou Ribeiro a ser indiciado também por porte ilegal de armas. De acordo com Almeida, o tapeceiro alegou apenas que considerava "normal" o fato de manter a mulher presa na casa.

Leia Também