segunda, 23 de julho de 2018

Polícia isola austríaco por ameaça de linchamento

2 MAI 2008Por 15h:18
     

 

 

O homem que prendeu sua filha no porão por 24 anos e abusou dela por décadas, Josef Fritzl, foi isolado no Centro Penitenciário de Sankt Pölten, pois corria risco de lichamento por parte dos outros presos. A informação foi divulgada por Günter Mörwald, diretor dessa penitenciária, onde Fritzl, de 73 anos, se encontra em prisão preventiva. Fritzl pode ser condenado à prisão perpétua por homicídio, pela morte de um dos bebês nascidos em cativeiro, mas para isso os investigadores precisam encontrar provas suficientes para ligá-lo ao crime. Se isso não for possível, o aposentado pegará no máximo 15 anos de prisão por ter trancado e abusado de sua filha por 24 anos, podendo sair sob liberdade condicional após sete anos e meio.

 

Com informações do Estadão

Leia Também