Terça, 23 de Janeiro de 2018

Polícia interdita duas empresas na Vila Popular

11 JUL 2008Por 14h:21
     

Depois que moradores da Vila Popular denunciaram a mortandade de peixes no Córrego Imbirussu, a polícia realizou fiscalização e suspendeu atividades de duas empresas.

 

Técnicos da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento (Semades) e policiais da Delegacia Especializada de Crimes Ambientais e Atendimento ao Turista (Decat), foram ao local na manhã de hoje (11) e interditaram as empresas de reciclagem Embraplast e Douraplast, que funcionavam sem licença ambiental.

 

O delegado Nilson Tobias declarou que as empresas lançam no córrego a água usada depois da lavagem dos materiais processados e muitas vezes, são materiais com agrotóxicos. Segundo o delegado, para que os trabalhos no local sejam retomados os responsáveis deverão entrar com um requerimento junto à Semades e fazer as mudanças ambientais necessárias.


        A empresa Embraplast foi multada e a multa prevista para qualquer pessoa ou empresa que lançar dejetos poluentes em córregos varia de R$ 50 a R$ 50 milhões.

Leia Também