Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

Ilegal

Polícia flagra revenda de carne imprópria

26 MAI 2011Por Gabriel Maymone11h:10

Policiais da Delegacia do Consumidor (Decon) fizeram o flagrante de um abatedouro clandestino que funcionava em uma chácara na Rua Wilson Paes Barros, s/nº, no Bairro São Conrado – fundos do Aeroporto Internacional de Campo Grande.

No momento em que os policiais chegaram no local, eles encontraram um boi abatido, outros 4 que aguardavam o sacrifício e mais 3 estavam prontos para serem encaminhados ao comércio da Capital.

Segundo informações do site Notícias MS, fiscais da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) foram chamados para elaborarem um laudo sobre as precárias condições sanitárias em que eram abatidos os animais que tinham a carne destinada para a venda.

O proprietário e mais dois funcionários foram presos no local e vão responder pelos crimes de vendas de produtos impróprios ao consumo, porte ilegal de arma, maus tratos aos animais e crime ambiental.

 

O local era investigado há algum tempo pela Polícia, que já realizou diversas investigações, mas somente agora conseguiu realizar o flagrante.

Higiene

O gado abatido ilegalmente, segundo a Decon, apresentava sinais de doenças. Os policiais encontraram um lugar sem higiene e sem as mínimas condições apropriadas para realizar essa atividade, eles também separaram dois bois doentes que estavam prontos para o abate.

Comercialização

Segundo a Decon, os comerciantes compram certa quantidade de frigoríficos para conseguirem o selo de autenticação, e compram outra quantidade de carne de abatedouros clandestinos para reduzir os custos. A carne vinda dos abatedouros clandestinos é mais suja, tem corte diferenciado e possui mais gordura, explica a policial da Decon.

Leia Também