Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 20 de novembro de 2018

Polícia Federal pede prisões preventivas de envolvidos na Operação Diamante Negro

29 MAI 2008Por 16h:52
     

Venceu, hoje, o segundo prazo que a Justiça concedeu ao pedido de prisão provisória, que determinou as prisões da Operação Diamante Negro, deflagrada no último dia vinte de abril, pela Polícia Federal. O delegado Bráulio Galoni já pediu as prisões preventivas dos envolvidos na exploração ilegal de madeira, num esquema de corrupção e devastação do meio ambiente. Na terça-feira, Wilson Thomé, dono de carvoaria que teve a prisão decretada e estava foragido, se apresentou à PF. Ontem, foi a vez de Sebastião Lozano que também tem uma carvoaria. Na semana passada a Justiça determinou a libertação de nove pessoas presas na operação.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também