Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 17 de novembro de 2018

Polícia Federal investiga origem de abortivo adquirido pela Internet

14 DEZ 2009Por 17h:45
     

        da redação

         

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou que remeteu nesta segunda-feira (14) para a Polícia Federal o remédio abortivo Cytotec, adquirido por um site através da venda ilegal. O produto foi localizado pelo Orkut e o comprador fez contato com a vendedora pelo MSN.

O abortivo foi adquirido por R$ 370 com quatro comprimidos de Cytotec e um de mifepristone, outro abortivo. Na quarta-feira, dia 18, o depósito foi realizado, no sábado dia 21, o medicamento foi entregue pelo correio. Segundo o chefe de inteligência, somente a perícia da PF é que comprovará a origem dos remédios.

O Cytotec é um dos nomes comerciais do misoprostol, uma substância abortiva, desde 1998 a venda do medicamento no Brasil só é permitida para hospitais. Segundo médicos, o uso do misoprostol sem supervisão médica pode levar à morte de quem consome, uma vez que pode provocar forte hemorragia.

Com informações G1

         

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também