Campo Grande - MS, domingo, 19 de agosto de 2018

Operação Questor

Polícia Federal deve concluir inquérito até dia 27 deste mês

20 MAI 2011Por DA REDAÇÃO11h:18

A Polícia Federal (PF) de Corumbá (MS) deve relatar até a próxima sexta-feira, 27 de maio, o inquérito completo dos resultados da Operação Questor, que investiga a existência de um esquema que fraudava licitações públicas na Prefeitura de Ladário e teria desviado, no período de um ano, a quantia de R$ 500 mil em recursos federais destinados à saúde, educação e infraestrutura daquele município.

De acordo com o delegado chefe da PF local, Alexandre do Nascimento, ainda serão ouvidas seis testemunhas. Essa fase de instrução deve terminar com depoimentos de 40 pessoas, incluindo os sete que tiveram as prisões temporárias decretadas.

Após a conclusão do inquérito policial serão conhecidos os indiciamentos individuais de cada um dos acusados, que, de acordo com o delegado, podem ser indiciados por fraude em licitações; corrupção ativa e passiva, peculato; formação de quadrilha; concussão e desvio de dinheiro público.

Os seis funcionários da Prefeitura de Ladário, investigados pela Operação Questor, que tiveram as prisões temporárias decretas deixaram os presídios masculino e feminino e a Delegacia da Polícia Federal de Corumbá na noite desta quarta-feira, após juiz federal Eduardo José Fonseca, o mesmo que havia concedido os mandados de prisão temporária, entender que não havia motivos para mantê-los pois já tinham prestado depoimentos à Polícia Federal.

Substituições

O prefeito de Ladário, José Antonio Assad e Faria, afirmou que a Administração Municipal já está buscando nomes para as pastas, mas enquanto isso, ele as secretarias afetadas - Finanças e Educação - seguem geridas pelas equipes imediatas de cada pasta sob gestão direta dela. "No momento estão os subordinados diretos, mas sob minha supervisão geral". José Antonio não definiu prazos para a definição de nomes, mas disse desejar profissionais com "perfil adequado" para cada cargo.

Com informações do Diário Online

Leia Também