Segunda, 25 de Junho de 2018

Polícia espera laudo da perícia para decidir situação do peão

12 JUN 2008Por 15h:30
     

 

 

A Polícia Civil de Campo Grande terminou no início da tarde de hoje (12) a reconstituição da morte do cabo do Exército Leonardo Salles da Silva, de 19 anos, que foi atropelado e arrastado por cerca de 15 quilômetros no último sábado. Agora, o perito responsável pelo trabalho, Emerson Lopes dos Reis, tem 15 dias para entregar o laudo à polícia.

 

O peão Fagner Gonçalves, de 25 anos, motorista da caminhonete que atropelou o militar, participou da reconstituição. Além dele, dois casais que estavam na caminhonete e a mãe de Leonardo Salles também participaram do trabalho da perícia. Todos estavam acompanhados pelos advogados e Fagner ainda usou colete à prova de balas. Enquanto o laudo não sai, o peão vai permanecer preso por homicídio doloso.

Leia Também