Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Homicídio

Polícia esclarece assassinato em Dourados

30 JUN 10 - 07h:29
Antonio Viegas, Dourados

Em Dourados, mais um homicídio foi esclarecido pela Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira (Defron). Desta vez foi identificado e detido Vando Nunes Peralta, de 20 anos, residente no Bairro Canaã I. Ele confessou ter participado do assassinato de Flávio Alves Florenci,  funcionário de um posto de combustível da cidade. O homicídio aconteceu no último dia 15 de maio.

O autor dos disparos, segundo Vando, teria sido uma outra pessoa que estava com ele, conhecida como “Jacaré”, que foi assassinado dia 6 de junho. Essa versão também está sendo apurada.

Celular
No depoimento à polícia, o rapaz contou que a vítima havia furtado, alguns dias antes, o seu aparelho de telefone celular e os documentos de um veículo que havia locado.

Vando contou que flagrou Flávio dentro do carro e pediu que devolvesse os pertences, mas ele teria jogado os documentos no chão e o ameaçou.
 No dia do crime, Vando em companhia de Jacaré, disse que passou por Flávio e pediu o celular de volta. Como ele negou Jacaré atirou várias vezes contra o jovem, provocando sua morte.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Suspensão de inscrições para moradias populares é prorrogada
PROGRAMAS HABITACIONAIS

Inscrições para moradias populares seguem suspensas

Após três meses, materiais recicláveis novamente pegam fogo em empresa
GRANDES PROPORÇÕES

Após três meses, materiais recicláveis novamente pegam fogo em empresa

Cármen Lúcia manda TRF-4 soltar presos por condenação em 2ª instância
MINISTRA DO STF

Cármen Lúcia manda TRF-4 soltar presos por condenação em 2ª instância

Comércio ficará aberto até mais tarde durante o fim de ano
HORÁRIO ESPECIAL

Comércio ficará aberto até mais tarde no fim de ano

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião