Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

AGRESSÃO

Polícia diz que Lindsay Lohan violou condicional

4 JAN 2011Por Reuters18h:16

A polícia de Riverside, a leste de Los Angeles, acredita que a atriz Lindsay Lohan violou sua condicional e quer que ela seja acusada de agressão por conta de um confronto recente com uma funcionária do centro de reabilitação da Califórnia onde esteve em tratamento por três meses.

Em comunicado, a polícia afirmou que o caso contra a atriz de Meninas Malvadas será investigado, apesar de a vítima, Dawn Holland, funcionária do Betty Ford Center, ter pedido o arquivamento. Se um juiz determinar que Lohan violou a liberdade condicional, ela pode ser presa novamente.

A decisão da polícia ocorreu no momento em que Lohan completou a reabilitação no centro de tratamento contra drogas e álcool, na segunda-feira, 3. Não se sabe se ela saiu do centro, que fica perto de Palm Springs, Califórnia. Lohan, de 24 anos, não foi vista e manteve silêncio desde o envio de uma mensagem no Twitter em 1º de janeiro, dizendo: "Hoje é o primeiro dia do resto da minha vida".

A estada de Lindsay no Betty Ford foi a quinta passagem da atriz por clínicas de reabilitação em três anos, e ocorreu depois que ela falhou em um teste de drogas, enquanto estava em liberdade condicional por uma condenação por dirigir bêbada e sob a influência de drogas em 2007.

Lohan é acusada de empurrar Holland e arrancar à força um telefone da mão da funcionária em 12 de dezembro. A vítima tinha sido chamado para fazer um teste de álcool na atriz.

Inicialmente, Holland fez uma denúncia à polícia e queria apresentar queixa contra Lohan. Mas desistiu. A polícia, no entanto, recusou-se a encerrar o caso e disse, na noite de segunda-feira, que iria encaminhá-lo ao Ministério Público, que irá determinar se irá apresentar acusações formais.

"A investigação determinou que Lohan violou vários aspectos de sua condicional, incluindo a denúncia de agressão", disse a polícia em um comunicado.

A problemática atriz deve retornar ao tribunal de Beverly Hills para uma audiência de progresso em fevereiro. Ela já foi presa três vezes sob a acusação dirigir embriagada, uma em 2007 e duas vezes em 2010, por violar a condicional.

Leia Também