Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Bala perdida

Polícia divulga fotos de envolvidos em tiroteio que terminou com morte de criança

27 DEZ 2013Por RAFAEL BUENO E VÂNYA SANTOS18h:30

A Polícia Civil divulgou no final da tarde desta sexta-feira (27), os nomes dos três envolvidos no tiroteio que resultou na morte do garoto Matheus Garcia Cabral, de 11 anos, na noite de 22 de dezembro deste ano. O crime ocorreu na Rua Elídio Pinheiro, Bairro Dom Antônio Barbosa, na Capital. Fotos de dois deles também foram divulgadas e, todos são procurados pela polícia.

De acordo com o delegado que investiga o caso, Jairo Carlos Mendes, da 5ª Delegacia de Campo Grande, Anderson Patrício de Oliveira, de 27 anos, foi perseguido na noite do crime, enquanto Jefferson Osmar Teixeira Ramão, de 25, foi quem efetuou os disparos. Já Walmor Martins Cabreira, de 26 anos, estava na companhia do autor e “deu cobertura” ao comparsa.

O delegado Jairo explicou que Jefferson conduzia um veículo Palio, vermelho, de propriedade de Walmor, quando avistou Anderson na rua. O autor então pagou a arma de fogo de Walmor, desceu do carro, seguiu em direção a Anderson e efetuou de cinco a seis disparos. Um dos tiros atingiu a criança na cabeça. A vítima estava na calçada, em frente a casa onde morava com a família.

Anderson conseguiu fugir, correndo em direção a uma residência e pulando o muro. Os autores também deixaram o local.

Motivo
Ainda conforme o delegado Jairo, a motivação do crime teria sido porque Anderson, que é atual companheiro de Daniella, ex-esposa de Jefferson, bateu numa menina de 9 anos. A criança é filha da mulher e de Jefferson, que não gostou da atitude de Anderson.

Logo após o episódio, Jefferson e Anderson discutiram e, na ocasião, o agressor da criança colocou um revólver na boca do pai da menina.

Procurados
Embora a intenção de Jefferson não tenha sido a de matar a criança, mas sim Anderson, ele e Walmor responderão por homicídio doloso qualificado por motivo fútil e impossibilidade de defesa da vítima.

De acordo com informações repassadas pela polícia, Anderson não responderá pelo homicídio, mas também é procurado porque é foragido da Colônia Penal Agrícola. Ele já responde pela prática de roubo, furto e porte ilegal de arma. Jefferson tem passagens por lesão corporal e porte ilegal de arma, enquanto Walmor já praticou crimes, como ameaça, violência doméstica e furto.

Leia Também