Segunda, 11 de Dezembro de 2017

Polícia descarta furto de bilhete premiado da Mega-Sena da Virada

11 JAN 2014Por G121h:00

A Polícia Civil descartou a possibilidade de que o bilhete premiado da Mega-Sena da Virada de 2013, que saiu para um apostador de Curitiba, tenha sido furtado. O suposto crime foi denunciado por um homem que registrou boletim de ocorrência sobre o desaparecimento de onze apostas, que estariam no carro dele. Após informações repassadas pela Caixa Econômica Federal, na sexta-feira (10), o delegado Rodrigo Souza, responsável pelo caso, concluiu que o dia em que a aposta foi feita não condiz com o informado pela suposta vítima.

O homem disse à polícia que os canhotos de aposta estavam no carro dele é que foram furtados em um lava carros. Segundo ele, uma das apostas continha os números sorteados na Mega-Sena Virada, que sorteou R$ 224,6 milhões. Ao todo, foram quatro canhotos premiados. Além do morador de Curitiba, outros 10 parananeses se tornaram milionários. Um grupo de amigos de Palotina, no sudoeste do estado, foi premiado a partir de um bolão oficial da Caixa Econômica.

De acordo com o delegado, o homem que registrou o boletim de ocorrência disse ter feito a aposta e viajado em seguida. “Eu descartei só pelo dia. Ele falou que fez a aposta no dia 20 e retornou depois, e a aposta [vencedora] foi feita no dia 30. Então, não tem como ser compatível o que ele está falando”.

“Agora, de vítima, ele passa a ser indiciado por denunciação caluniosa porque ele imputou o furto do bilhete ao funcionário da lotérica”, explicou o delegado Souza. O homem vai responder ao inquérito em liberdade e, caso a Justiça de prosseguimento a denúncia, estará sujeito de dois a oito anos de prisão. O homem será chamado para um novo interrogatório e poderá apresentar defesa.

O delegado destacou que o indiciamento pode ser vir de exemplo para que outras pessoas ajam da mesma forma.

Leia Também