Quinta, 22 de Fevereiro de 2018

DOURADOS

Polícia desarticula plano de roubo à casa lotérica

25 OUT 2010Por Antônio Viegas16h:52

 

Uma denúncia de um ponto de vendas de drogas à Rua Demenciano de Matos Pereira, 1773, Jardim Novo Horizonte, periferia de Dourados, levou a Polícia Militar a descobrir e desarticular um plano de assalto a uma casa lotérica da cidade. No local, entre os produtos e objetos encontrados, um deles chamou a atenção dos policiais. Era um croqui (desenho) com todos os detalhes para um assalto, incluindo as atribuições de cada integrante da quadrilha e o esquema de fuga.
De início a denúncia dava conta de que no Jardim Novo Horizonte havia uma residência com suspeita de ponto de venda de drogas e o denunciante afirmava que naquele momento, madrugada de sábado o movimento era intenso na casa. Uma equipe da PM se deslocou ao endereço mencionado e de imediato efetuou a detenção de nove pessoas que estava no local. Entre elas, Ariel Silva de Moraes, 21, conhecido como cuiabano; e Américo Donizete Teixeira, 46, os dois já conhecidos no mundo do tráfico.
Na residência os policiais encontraram três quilos de maconha e uma porção de crack, que foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Civil junto com os detidos. De todos eles, Ariel e Américo foram autuados em flagrante e os demais liberados depois de prestarem depoimento. Entre o grupo havia três menores, que foram ouvidos na presença de representantes do Conselho Tutelar.
Plano – Mesmo encontrando o desenho do plano de assalto, a polícia está tentando identificar a quadrilha para chegar a outros casos ocorridos com as mesmas características na cidade. Pelo projeto, pelo menos quatro pessoas e duas motocicletas seriam utilizadas no crime e cada uma com função definida, desde a chegada ao estabelecimento até à fuga.
Até mesmo o tempo de duração da ação estava previsto no plano. O dono da Casa Lotéria é identificado no desenho como “japonês” e os clientes como “Zé povinho” e, pelo que consta, a quadrilha conhecia muito bem a rotina do estabelecimento, detalhes do prédio e os pontos onde existem os botões de acionamento do alarme. Tanto que um dos integrantes seria responsável apenas por impedir que ele fosse acionado.
-----
 

Leia Também