Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

REAÇÃO

Polícia de São Paulo prende cinco suspeitos de assassinar PMs

Polícia de São Paulo prende cinco suspeitos de assassinar PMs
25/06/2012 01:00 - agência brasil


As policias Civil e Militar (PM) de São Paulo anunciaram ontem (24) a prisão de cinco suspeitos de envolvimento nos assassinatos de policiais militares ocorridos nos últimos dias. Desde o dia 12 deste mês, seis membros da corporação foram mortos. Entre os presos está um dos suspeitos de ter executado um policial na zona sul da capital paulista. Além dele, serão interrogados quatro homens que, segundo a polícia, andavam em carros roubados na Vila Madalena, bairro boêmio da zona oeste, para identificar agentes que fazem bico em bares e casas noturnas.

O comandante-geral da PM, Roberval Ferreira França, disse que desde sexta-feira (22) estão sendo feitas “grandes operações no estado, com reforço do policiamento e ações visando a identificar e prender os responsáveis pelos ataques”.

De acordo com o diretor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Jorge Carlos Carrasco, além das prisões, alguns suspeitos já foram identificados e novas detenções deverão ocorrer nas próximas horas. “Todos os casos desses últimos episódios de homicídios que envolvam policiais militares estão sendo investigados e já estão bem encaminhados na identificação dos autores” acrescentou.

Felpuda


O desgaste de antigas lideranças nacionais, com reflexo em nível local, é a maior preocupação dos dirigentes de partidos para as eleições deste ano, que terá reflexo em 2022. Em épocas passadas, essas figurinhas cruzavam os céus do País para visitarem os municípios e pedirem que a população votasse em seus ungidos. Agora, com pendências judiciais e poder enfraquecido, dificilmente seriam convidadas. A pandemia, que resultou no isolamento social, foi a pá de cal.