Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

SEGURANÇA AGREDIDO

Polícia Civil faz perícia em suposta sala de tortura

4 MAI 2011Por Gabriel Maymone e Evelin araujo10h:07

A perícia e a delegada Daniela Kades, da Polícia Civil, estiveram hoje pela manhã nas Lojas Americanas, local onde o segurança Márcio Antônio de Sousa, de 33 anos, foi abordado por um vigilante por ser suspeito de furtar um ovo de páscoa no último dia 23. 

A polícia esteve no local para vistoriar a sala onde teria acontecido a agressão a Márcio e vistoria também outras partes da loja. A administração do estabelecimento declarou que não tem autorização para comentar sobre o ocorrido.

A delegada adiantou que já tem as imagens do dia da agressão e que foi hoje ao local para relizar perícia nas câmeras de segurança, que filmam as imagens de dentro do estabelecimento.

O caso

Segundo a versão de Márcio, ele passou por dentro da loja, que ocupa um espaço com duas entradas, levando dois ovos de Páscoa. Ele entregou um deles de presente para a filha, que estava na Rua Marechal Rondon e voltou com um ovo dentro do capacete para Rua Dom Aquino para onde estacionara a moto.

Antes mesmo de sair da loja, um vigilante o abordou e pediu que o acompanhasse até uma sala reservada. Márcio também é vigilante e está na profissão há 9 anos, segundo o presidente do sindicato, que fez curso de formação na mesma turma de Márcio, ele não tem histórico de agressão e duvida que ele tenha reagido.

A empresa para a qual o agressor trabalha não se posicionou. Tampouco a contratante, que aguarda resposta da sede, em São Paulo, para poder indicar as providências.

 

Atualizada às 10h20min para acréscimo de informações

Leia Também