Quarta, 24 de Janeiro de 2018

Polícia Civil desarticula quadrilha de roubo de cargas de cigarro no Rio

21 JUL 2010Por 17h:00
     

A Polícia Civil do Rio de Janeiro desarticulou hoje (21) uma quadrilha que roubava cargas de cigarros e revendia para supermercadistas e varejistas.

Os agentes da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas foram à Jacarepaguá, na zona oeste da cidade, e em Araruama, na região dos lagos do estado para cumprir 12 mandados de prisão e oito de busca e apreensão. Seis homens foram presos e dois já cumprem pena no Complexo de Gericinó por outros crimes. Os prejuízos foram estimados em R$ 2,8 milhões.

O chefe da Polícia Civil, Alan Turnowski, disse que as investigações começaram há quatro meses, mas que a quadrilha vinha agindo há oito meses, e que teriam lucrado aproximadamente R$ 1,4 milhão com a venda da mercadoria pela metade do preço.

"Nos roubos de carretas de cigarro, que têm muita facilidade de ser vendido no mercado, sem rastreamento, e com excelentes lucros, há o envolvimento de uma série de quadrilhas no Rio de Janeiro. Elas têm feito diversos roubos, mas a quantidade de receptadores tem sido pequena".

O titular da delegacia de roubos, Deoclécio de Assis Filho, afirmou que a "Operação Tabaco" contou com 70 agentes divididos em 14 equipes. A ação começou às 5h desta quarta-feira, quando os agentes chegaram em uma casa em Jacarepaguá, na zona oeste da cidade, que servia de depósito para o material roubado. Na operação foram apreendidos duas espingardas, uma pistola, computadores, munições, pacotes de cigarros e dinheiro.

O delegado aponta Luiz Henrique Medeiros, preso na operação, como um dos maiores receptadores de cargas de cigarro do Rio. Ele recebia as cargas por consignação e pagava quatro dias depois para as quadrilhas. Com o suspeito, a polícia teria conseguido contatos de diversas quadrilhas armadas. Ele é ex-policial civil e já havia sido preso por receptação de cigarros em 1999.

Leia Também