Campo Grande - MS, sexta, 17 de agosto de 2018

Campo Grande

Polícia apresenta responsáveis pelo sequestro do Coronel Ivan

11 MAI 2011Por Gabriel Maymone11h:21

A Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos (Defurv) apresentou hoje pela manhã Everson Pereira da Silva, de 23 anos, Miguel Ederson Ferreira Gimenes, de 20 anos e Antônio Carlos Moreira da Conceicão, de 23 anos, como responsáveis pelo sequestro do Coronel aposentado da Polícia Militar José Ivan de Almeida, no dia 25 de março deste ano, em Campo Grande.

Policiais do serviço de inteligência receberam informações anônimas de que um dos autores do crime seria Miguel Ederson, vulgo “Pará”, que foi reconhecido pelo Coronel Ivan através de fotografias e foi preso no dia 30 de Abril, pouco mais de 1 mês após o crime.

Através de Miguel, a polícia chegou até Everson, que também foi confirmado pela vítima como um dos autores do crime. Através do serviço de inteligência, a polícia identificou Antônio Carlos, que já estava preso pelo roubo de uma caminhonete, como o outro comparsa no sequestro.

Disk Ladrão

Segundo o delegado Geraldo Marim, o crime teria sido encomendado por presidiários através do “Disk Ladrão”, que através de contato telefônico, os internos se comunicam com comparsas fora da prisão e encomendam crimes e organizam ações de facções criminosas.

Investigação

O delegado informou que ainda não tem informações de quem seria o mandante do crime e que o inquérito vai ser levado ao Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e de Investigações Criminais (GAECO) para dar continuidade às investigações.

Caso

No dia 25 de março deste ano, o Coronel Ivan estacionou seu veículo na região do Jardim São Lourenço e foi abordado por três homens armados com revólveres e um artefato aparentando ser uma granada caseira.

Após anunciarem o assalto, os homens entraram no veículo e deixaram a vítima amarrada em um local próximo à Fazenda Escola da UNIDERP. Eles fugiram com a caminhonete da vítima, dois aparelhos de ar-condicionado novos que estavam na carroceria do veículo, celulares e R$ 5.500 reais.

Leia Também